InícioInício  PortalPortal    Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  
Quer ter conta divina? Converse com algum membro da administração, simples e rápido.
Dúvidas? Veja o menu de links importantes à esquerda.
Ficha de Reclamação para Semideuses e Sistema de Legados.
Ficha de Coorte.





















Seis meses se passaram desde que "o acontecimento" perturbou a paz do Acampamento Júpiter. Um titã invadiu o lugar até antes chamado “seguro”, trazendo consigo uma série de acontecimentos de cunho inferior, porém de grande importância também. Campistas e mais campistas haviam sumido, e uma única hipótese cunhava as ideias dos pretores: eles haviam se aliado a Saturno. As notícias não eram boas... Fillipo já não dormia direito havia quase um mês. A preocupação o assaltava durante o dia, os pesadelos vinham durante a noite. O receio de não ser um bom líder e a ansiedade pelo que estava por vir eram constantes companheiros. Martin, seu namorado centurião e fiel escudeiro, o ajudava com planos de batalha e pesquisava feitiços e encantamentos incansavelmente... Julianne parecia um pouco avulsa a tudo. Mais dura, mais rígida e ao mesmo tempo mais sentimental, parecia não ter superado o fato de que seu ex-namorado Brandon ter mudado de lado, em favor dos titãs. A pretora talvez achasse que havia esperança para ele. Um sentimento tão profundo que talvez nem ela mesma soubesse, a despeito de ser uma filha de Vênus. Os treinos haviam sido dobrados... E os centuriões passavam a exigir mais dos campistas de sua Coorte. O ritmo era acelerado, mas depois de meio ano passado, todos já haviam se acostumado. Filhos de deuses ligados à magia – como Mercúrio, Trivia e Angita – e que tivessem determinadas habilidades eram reunidos praticamente todos os dias para juntos encontrarem defesas e ataques mágicos que fossem eficientes. Aqueles que podiam ver o futuro, o passado e o presente, em especial o Áugure, tentavam interpretar suas visões. A alegria da nomeação dos pretores e as festividades que ocorriam quase sempre pareceu esmorecer de repente. Já não se viam pessoas rindo nas ruas. Estas mesmas pessoas estavam com armas e artefatos, treinando suas capacidades físicas, treinando seus poderes... Treinando... Casais eram vistos sempre juntos, como se não tivessem tempo a perder com a guerra iminente. Em Nova Roma, a transformação era ainda maior que no Acampamento Júpiter. A cidade todos os dias acordava cedo e todos os ex-legionários eram chamados aos treinos diários. Centuriões estavam exigindo que mesmo aqueles que fossem muito jovens ou muito idosos treinassem três vezes por semana, para o caso de precisarem. Os romanos não reclamavam. Pelo contrário, se empenhavam para defender seu amado lar. Mas nenhuma mudança era maior do que a expressão das pessoas. Enquanto os prédios se mantinham no lugar, a arquitetura magnífica se mantinha e a cidade se preparava para a batalha, as pessoas se preparavam inconscientemente para perder muitos de seus amigos e familiares, mesmo com a vitória. A batalha não seria simples e os semideuses e legados sabiam muito bem disso. Um sorriso era algo incrivelmente raro de se ver. Entre os legionários, olheiras e cansaço eram visíveis e tangíveis o tempo todo. Aqueles que tinham habilidades singulares eram vistos ainda mais acabados, exauridos de suas forças para controlar cada vez mais seus poderes. Por vezes, os pretores davam a ordem de convocar a Fulminata no meio da madrugada para um simulação surpresa. “É necessário estar preparado para tudo.” Era a declaração deles. Os legionários sonolentos concordavam e treinavam. Logo a maioria estava se acostumando a dormir pouco para recuperar a energia. Aqueles que possuíam talento com ervas vendiam energéticos a preços altos, e o estoque se esgotava rapidamente. Até mesmo alguns centuriões aderiram às compras massivas de energéticos. Certas pessoas ganhavam dinheiro com a guerra. Nova Roma estava tensa com a guerra. Mas ainda assim, havia uma chama que não poderia ser apagada. Nova Roma tinha esperança. A XII Legião Fulminata sabia que tinha uma chance. Eram legionários, eram semideuses, eram legados. Eram romanos. E a chama que ardia em seu peito era a esperança...


















































O Camp Jupiter RPG é baseado na saga "Os Heróis do Olimpo", de Rick Riordan. O conteúdo vem em maior parte de Wikis tematizadas na saga citada; os sistemas, testes, fichas, concursos, e poderes & habilidades, são de autoria de R. Rinehardt (Júpiter), F. Segheto (Mercúrio) e J. Esteves (Vênus), co-fundadores do RPG. Plágio ou uso indevido das informações contidas neste RPG serão notificados à Forumeiros, que tomará as providências cabíveis.

Aproveitando este ensejo, agradecemos a todos que colaboraram e colaboram com o CJRPG, seja admnistrando, moderando ou apenas jogando conosco. O nosso muito obrigado!


Compartilhe | 
 

 Strange Things - Missão Dinâmica de Ravyn Ryan Ollicourt

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Plutão
Deuses
Deuses


Mensagens : 13
Data de inscrição : 03/09/2012

MensagemAssunto: Strange Things - Missão Dinâmica de Ravyn Ryan Ollicourt   Dom Fev 24, 2013 5:53 pm




Strange Things




Os Boatos da agitação em Nashiville eram cada vez maiores, e começavam a intrigar aos novos Pretores; aquilo definitivamente não os agradou; por algum motivo, parecia que a reconstrução do Partenon na cidade, estava atraindo monstros, ou qualquer coisa do gênero; segundo alguns relatórios de Legionários Veteranos, residentes na região, seguidamente jovens desapareciam na cidade, o que vinha sendo a matéria principal da maioria dos noticiários.

Pensando nisso, um dos mais experientes Centuriões do acampamento, foi chamado à uma reunião de emergência - secreta - com os Pretores, uma missão de resposta seria enviada imediatamente...

• • •

Regras de Postagem


♦ Você tem 15 dias para postar (serei generoso para compensar o meu atraso)
♦ Seu primeiro Post será sua apresentação na Princípia, aos Pretores; narre agora todas as armas/itens que deseja levar; lembre-se que itens de mais podem atrapalhá-lo, e de menos, podem condená-lo. Use de seu juízo!
♦ Em minha próxima postagem, tudo será explicado à respeito do que está acontecendo, mas o mistério é parte desta missão, as informações lhe serão reveladas com o tempo; por hora, poste sua introdução, narrando que o Lar de sua Coorte o chamou para um encontro com os Pretores, avisando que deveria se preparar para um jornada.
♦ Boa Sorte!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ravyn R. Ollicourt
Filhos de Mens
Filhos de Mens


Mensagens : 75
Data de inscrição : 04/07/2012

Perfil de Guerra
Vida:
450/450  (450/450)
Energia:
450/450  (450/450)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: Strange Things - Missão Dinâmica de Ravyn Ryan Ollicourt   Seg Fev 25, 2013 6:53 pm


Embainhou o gládio. Pronto, estava preparado para ir encontrar com os Centuriões na Princípia. Vestia já sua cota de malha, tinha o escudo-símbolo de sua entrada na Duodécima Legião Fulminata preso ao braço esquerdo. Dentro do bolso direito, estava um Doce de Abóbora do Halloween. Em seu pescoço, por dentro da cota de malha, o Colar com Pingente de Galo. Pousou a mão no pomo da sua arma e saiu da Coorte, andando sem pressa.

Mas só porque era controlado. Pois estava um tanto quanto ansioso pela missão. Não sabia o que o esperava, mas com certeza era algo urgente, afinal era uma reunião secreta com ambos os pretores. Julianne e Fillipo. Lembrava-se até então da eleição e tinha afinidade com a pretora mais que com o pretor.

Entrou na Principia, encontrando ambos os pretores. Fez uma leve reverência.

- Ravyn Ryan Ollicourt, filho de Mens e Sapiente de Minerva se apresentando para o que for necessário realizar para o sucesso de Roma e da Duodécima Legião Fulminata! - Disse, como de praxe. Esperou a resposta.

Armas Levadas:
 


template by: MM's GIRL on Tdn!
Ravyn wearing: Camp's Shirt + Jeans + Hauberk

OFF: Se puder dar uma chance do Ravyn se curar com a Legio antes de ir, seria coerente os Pretores deixarem isso, afinal é uma missão importante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Plutão
Deuses
Deuses


Mensagens : 13
Data de inscrição : 03/09/2012

MensagemAssunto: Re: Strange Things - Missão Dinâmica de Ravyn Ryan Ollicourt   Sab Mar 02, 2013 2:43 pm



Sentados em suas poltronas, ambo os Pretores observavam, tensos, a entrada de Ravyn. Fosse o que fosse que estava para acontecer, o garoto podia sentir que o clima estava pesado dentro da sala; o primeiro a falar foi Fellipo.

- Tem certeza que não foi seguido? - a voz do pretor soava mais grave do que de costume; havia, com toda a certeza, um tom de preocupação ali. - Não seria saudável se esta... Notícia, se espalhasse pelo acampamento. Teríamos tumultos desnecessários...

- Não assuste o rapaz, Fill - embora parecesse ligeiramente mais calma, Julianne também tinha preocupação em seus olhos - não há de ser tão mau assim...

- Ele é um Legionário da Duodécima! O medo não deve fazer parte dele - o pretor estava muito inflamado; mas, algo dentro de si deve tê-lo avisado que era melhor nivelar a voz, e ele assim o fez, fitando novamente Ravyn. Seu olhar era firme e duro. Os olhos profundos repletos de um senso de dever imenso. O pretor havia recobrado sua consciência, sua voz voltou ao habitual, mas não sem estar carregada de seriedade. - Oliver Stouch, um Veterano da década passada de nossa Legião, enviou-nos uma carta. Ela chegou ontem à noite - o pretor olhou para sua colega; Julianne apenas assentiu - não sabemos exatamente de quando a carta é, não havia uma data precisada. Ao que parecia, havia sido escrita às pressas...

- Ela dava conta de estranhos acontecimentos envolvendo jovens - prosseguiu Julianne, seus olhos fixos nos de Ravyn, com a mesma determinação férrea de Fillipo. Sua voz não vacilava. Os dois de fato eram adequados ao cargo que ocupavam - ao que parece, em uma semana, mais de nove adolescentes, entre os treze e dezenove anos, desapareceram.

- Acreditamos que tudo tenha acontecido nos arredores de Nashville - completou Fillipo - Pelo que consta nos anais da Legião, é la que Oliver ficou residente após o término de seu tempo de serviço; as palavras não estavam claras em sua carta...

- O que Fill está tentando dizer, é que achamos que o próprio Oliver decidiu por se envolver no caso. Tudo indica que ele escreveu descuidadamente, a caligrafia está realmente péssima; ele não nos contemplou com maiores detalhes. Nossa melhor pista, é seu antigo endereço. - prosseguiu Julianne.

A estas palavras, Fillipo ergueu-se de sua cadeira, entregando um envelope lacrado com o selo da XII Fulminata - uma águia entre raios - ao jovem Centurião.

- Este é um documento absolutamente sigiloso. Faz parte dos arquivos da Legião, nem mesmo deveríamos entregá-lo a você, mas dado às circunstâncias... - o nervosismo estava de volta à voz de Fillipo. Um traço muito fraco, mas ainda assim, perceptível. Aquilo definitivamente era algo grande. As mãos de Ravyn começaram a tremer. O que poderia ser tão terrível a ponto de deixar um Pretor abalado?

- O que Fill está dizendo é sério, Ravyn - a preocupação agora estava na voz de Julianne também - estamos sendo francos contigo, não temos ideia de que proporções isso pode tomar. Não seria bom se a notícia se espalhasse pelo acampamento... Um veterano desaparecido, semideuses em potencial sumindo o tempo inteiro... Imagine o caos que isso traria.

-É por isso que você está partindo agora - a voz de Fillipo voltará ao habitual mais uma vez. Ele entregava um segundo envelope lacrado da Legião, mas este era maior e mais encorpado - dentro deste segundo envelope, encontrará cartas minhas e de Julianne, garantindo-lhe salvo conduto onde quer que encontre algum de nossos veteranos, isso os convencerá que você é um genuíno membro da XII, e eles terão de ajudá-lo.

- Está aí também a maior quantia de dólares que fomos capazes de juntar nesse curto espaço de tempo. Devem haver perto de US$150,00. Não é muito, mas é tudo que podemos oferecê-lo.

- Vá agora, Ravyn Ryan Ollicourt, Centurião da III Corrte. O acampamento só deve despertar em uma hora, deixe seus limites antes disso. Confiamos em você. - e estas foram as palavras que deram fim à reunião.


• • •

Regras para o Próximo Post

♦ Você tem 7 dias para postar
♦ Narre sua saída do acampamento, iniciando LOGO APÓS a última fala dos Pretores.
♦Você deve elucidar bem a maneira que seu personagem está pensando. As conclusões tiradas a partir do ocorrido, e, para onde irá primeiro. A uma rodoviária? Aero Porto? Lembre-se de seu dinheiro limitado e, que provavelmente o tempo está correndo contra ti.
♦ Sua postagem deverá terminar quando chegares à um local de onde tomarás transporte para Nashville. Use de todas as informações que lhe dei.
♦Coloque seus planos, armas, poderes e o que mais for, sempre em Spoiler ao final da postagem, ou não serão considerados.
♦ Boa Sorte!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ravyn R. Ollicourt
Filhos de Mens
Filhos de Mens


Mensagens : 75
Data de inscrição : 04/07/2012

Perfil de Guerra
Vida:
450/450  (450/450)
Energia:
450/450  (450/450)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: Strange Things - Missão Dinâmica de Ravyn Ryan Ollicourt   Seg Mar 04, 2013 7:04 pm


Ouvi o que eles falaram com extrema atenção, olhando nos olhos de ambos, gravando cada informação que lhe era dada com sua capacidade além do normal de fazer isso. Não vacilava com seus olhares severos, estava acostumado a eles. Basicamente, teria que resolver a situação em Nashville, que estava realmente grave. E que eles haviam confiado um documento extremamente sigiloso a mim, a ponto de ambos ficarem nervosos e preocupados com isso, além da situação que se instalava. Mas eu era de confiança, sabia disso, mesmo assim minhas mãos tremeram um pouco, segurando o envelope lacrado.

Peguei o segundo também. Esse era menos importante, obviamente, eram as recomendações deles, mas tão útil na missão quanto, assim como o dinheiro. Era bastante responsabilidade nas minhas mãos. De muitos jovens que poderiam ser romanos, talvez. E até a confiança de veteranos caíam em mim, indiretamente. E dos pretores. Mesmo assim, aceitei. Talvez nem tivesse escolha, mesmo assim assenti às palavras finais e disse:

- Senatus Populsque Romanus.

Fiz uma leve reverência aos dois, em posição de sentido, e saí dali. Andei, em silêncio, o único som que me acompanhava sendo o som da minha cota de malha. Saí no Túnel e rapidamente forcei-me a me lembrar de um mapa da cidade para saber o que precisava fazer. Como era madrugada, a situação era tranquila, pude atravessar a rua com certa tranquilidade., para a calçada fora do encontro dos túneis. A maioria dos carros que passavam eram ônibus levando os humanos do horário noturno de volta para casa, ou eles próprios nos automóveis. Caminhei até um ponto de ônibus e esperei aparecer um que iria para rodoviária, para estender a mão para ele parar e entrar, devidamente pagando a passagem e me sentando no fundo do ônibus, para ter visão total de todo o veículo. Não seria surpreendido. Rodoviária seria possível ficar assim, e, em caso extremo, poderia arranjar um jeito de escapar me ferindo o mínimo possível. Num avião não, se desse problema era morte na certa. Queria ter a situação no máximo do meu controle.

Poderes e Habilidades Relevantes:
 
Armas Levadas:
 


template by: MM's GIRL on Tdn!
Ravyn wearing: Camp's Shirt + Jeans + Hauberk
OBS: Resumi bastante a maior parte deles falando para não ficar enjoativo tanto para mim quanto para quem lê.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Strange Things - Missão Dinâmica de Ravyn Ryan Ollicourt   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Strange Things - Missão Dinâmica de Ravyn Ryan Ollicourt
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Δ O Fio da Vida Δ [Missão] - Connor Hawk e Ravyn Ollicourt
» Missão: Explosivos Extremos.
» A pedra da Lua. (Missão de Annie Allen)
» Uma casa de doces?! (missão)
» missão de justiceiro

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Camp Jupiter RPG :: Estados Unidos :: Nashville-
Ir para: