InícioInício  PortalPortal    Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  
Quer ter conta divina? Converse com algum membro da administração, simples e rápido.
Dúvidas? Veja o menu de links importantes à esquerda.
Ficha de Reclamação para Semideuses e Sistema de Legados.
Ficha de Coorte.





















Seis meses se passaram desde que "o acontecimento" perturbou a paz do Acampamento Júpiter. Um titã invadiu o lugar até antes chamado “seguro”, trazendo consigo uma série de acontecimentos de cunho inferior, porém de grande importância também. Campistas e mais campistas haviam sumido, e uma única hipótese cunhava as ideias dos pretores: eles haviam se aliado a Saturno. As notícias não eram boas... Fillipo já não dormia direito havia quase um mês. A preocupação o assaltava durante o dia, os pesadelos vinham durante a noite. O receio de não ser um bom líder e a ansiedade pelo que estava por vir eram constantes companheiros. Martin, seu namorado centurião e fiel escudeiro, o ajudava com planos de batalha e pesquisava feitiços e encantamentos incansavelmente... Julianne parecia um pouco avulsa a tudo. Mais dura, mais rígida e ao mesmo tempo mais sentimental, parecia não ter superado o fato de que seu ex-namorado Brandon ter mudado de lado, em favor dos titãs. A pretora talvez achasse que havia esperança para ele. Um sentimento tão profundo que talvez nem ela mesma soubesse, a despeito de ser uma filha de Vênus. Os treinos haviam sido dobrados... E os centuriões passavam a exigir mais dos campistas de sua Coorte. O ritmo era acelerado, mas depois de meio ano passado, todos já haviam se acostumado. Filhos de deuses ligados à magia – como Mercúrio, Trivia e Angita – e que tivessem determinadas habilidades eram reunidos praticamente todos os dias para juntos encontrarem defesas e ataques mágicos que fossem eficientes. Aqueles que podiam ver o futuro, o passado e o presente, em especial o Áugure, tentavam interpretar suas visões. A alegria da nomeação dos pretores e as festividades que ocorriam quase sempre pareceu esmorecer de repente. Já não se viam pessoas rindo nas ruas. Estas mesmas pessoas estavam com armas e artefatos, treinando suas capacidades físicas, treinando seus poderes... Treinando... Casais eram vistos sempre juntos, como se não tivessem tempo a perder com a guerra iminente. Em Nova Roma, a transformação era ainda maior que no Acampamento Júpiter. A cidade todos os dias acordava cedo e todos os ex-legionários eram chamados aos treinos diários. Centuriões estavam exigindo que mesmo aqueles que fossem muito jovens ou muito idosos treinassem três vezes por semana, para o caso de precisarem. Os romanos não reclamavam. Pelo contrário, se empenhavam para defender seu amado lar. Mas nenhuma mudança era maior do que a expressão das pessoas. Enquanto os prédios se mantinham no lugar, a arquitetura magnífica se mantinha e a cidade se preparava para a batalha, as pessoas se preparavam inconscientemente para perder muitos de seus amigos e familiares, mesmo com a vitória. A batalha não seria simples e os semideuses e legados sabiam muito bem disso. Um sorriso era algo incrivelmente raro de se ver. Entre os legionários, olheiras e cansaço eram visíveis e tangíveis o tempo todo. Aqueles que tinham habilidades singulares eram vistos ainda mais acabados, exauridos de suas forças para controlar cada vez mais seus poderes. Por vezes, os pretores davam a ordem de convocar a Fulminata no meio da madrugada para um simulação surpresa. “É necessário estar preparado para tudo.” Era a declaração deles. Os legionários sonolentos concordavam e treinavam. Logo a maioria estava se acostumando a dormir pouco para recuperar a energia. Aqueles que possuíam talento com ervas vendiam energéticos a preços altos, e o estoque se esgotava rapidamente. Até mesmo alguns centuriões aderiram às compras massivas de energéticos. Certas pessoas ganhavam dinheiro com a guerra. Nova Roma estava tensa com a guerra. Mas ainda assim, havia uma chama que não poderia ser apagada. Nova Roma tinha esperança. A XII Legião Fulminata sabia que tinha uma chance. Eram legionários, eram semideuses, eram legados. Eram romanos. E a chama que ardia em seu peito era a esperança...


















































O Camp Jupiter RPG é baseado na saga "Os Heróis do Olimpo", de Rick Riordan. O conteúdo vem em maior parte de Wikis tematizadas na saga citada; os sistemas, testes, fichas, concursos, e poderes & habilidades, são de autoria de R. Rinehardt (Júpiter), F. Segheto (Mercúrio) e J. Esteves (Vênus), co-fundadores do RPG. Plágio ou uso indevido das informações contidas neste RPG serão notificados à Forumeiros, que tomará as providências cabíveis.

Aproveitando este ensejo, agradecemos a todos que colaboraram e colaboram com o CJRPG, seja admnistrando, moderando ou apenas jogando conosco. O nosso muito obrigado!


Compartilhe | 
 

 (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mercúrio
Deuses
Deuses


Mensagens : 214
Data de inscrição : 13/04/2012
Idade : 27

Perfil de Guerra
Vida:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Energia:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Qua Nov 14, 2012 4:17 pm

Nymphs Just Wanna Have Fun
Filadélfia
Pensilvânia
[USA]

Na Filadélfia, Pensilvânia, tudo parece calmo. O outono começa agradavelmente frio, mas seus ventos são, por ora, bastante suaves. O local perfeito para as quatro guardiãs da Fonte do Amor. Criação de Alex Calder, um filho de Vênus, está localizada sobre o local abençoado pelo poder da deusa que, na Grécia Antiga, pertencia à ilha de Skopelos. Três ninfas dos rios eram representadas em três estátuas na Fonte dos Três Rios (como era chamada pelos mortais). A quarta guardiã era uma ninfa de um diamante, incrustado na pedra, exatamente sobre a nascente. De geração em geração, sempre que os deuses mudavam de lugar, quatro novas ninfas eram nomeadas pela deusa do amor desde os tempos em que era apenas Afrodite, a forma grega. Quem bebesse a água da fonte, segundo os mitos, encontraria o amor verdadeiro e a felicidade perfeita. Mas Vênus não era tão generosa, dava suas bênçãos àqueles que achava dignos, depois de terem provado merecerem encontrar o amor. Mesmo assim, a Fonte precisava de guardiãs. A qualquer sinal, as ninfas contatavam a maior ajuda que poderiam ter: os semideuses. Dorea, Terimi e Roslin não faziam distinção entre os patronos. E Sila permanecia calada. Só agia na última das circunstâncias.
Mas o poder dos Titãs cresce e controlar a Fonte do Amor pode ser um dos muitos golpes a causar nos Olimpianos. Com o poder de Vênus enfraquecido, mais fácil seria de destruir sua essência, pois de nada serviria uma deusa sem atributo.


Depois de receber do Senado a missão, Erin Seaworth partiu para a Filadélfia. A viagem foi incrivelmente tranquila, como era de se esperar. Ouvindo o relato de uma das ninfas das nuvens (que prestava favor às guardiãs) de que as forças malignas estavam se agitando no estado da Pensilvânia, a desdencente de Marte e de Vulcano decidiu partir para o leste. A nebula fora uma boa indicadora e nenhum dos monstros a atacou no caminho, embora fosse claro o rastro deixado pelas movimentações inimigas em alguns pontos.


Ao avistarem a fonte, também conhecida como Fonte Memorial de Swann, a garota viu três belas silhuetas à luz da Lua. O luar tingia de prata o cabelo de uma delas, enquanto brilhava no cabelo negro das outras duas. Estavam mais belas do que nunca. As três náiades, entretanto, olhavam ao redor com os braços estendidos, seus olhos exalavam fúria e toda e qualquer criatura que se aproximava era atingida com fortes jatos de água, redirecionados da escultura. Seria seguro se aproximar??




Regras
• O post inicial deve conter o recebimento da missão do Senado de Nova Roma, os preparativos, e a chegada à Fonte.
• A participante poderá carregar consigo apenas duas armas e dois itens (detalhes podem ser discutidos com o narrador, Mercúrio).
• Gramática, ortografia, coerência e coesão são essenciais.
• A postagem deverá ser bem escrita, de maneira a envolver o leitor, e interpretando o personagem, afinal, é disso que se trata RPG.
• Prazo de 72h para postagem.

STATUS
Aliados
Erin Seaworth
290/290 HP
290/290 MP
Oponentes
Nenhum
Participantes
Erin Seaworth (Legado de Marte e Vulcano)
Meteorologia
Céu Limpo (Noturno)
Tx: 18ºC | Tn: 15ºC

~


Deus dos ladrões, mensageiro dos deuses.

Credo ego potest volare.
Credo potest tangere caelo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erin Seaworth
Legados
Legados


Mensagens : 12
Data de inscrição : 22/04/2012

Perfil de Guerra
Vida:
320/320  (320/320)
Energia:
320/320  (320/320)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Qui Nov 15, 2012 2:18 pm


Missão


A primeira vez sempre é inesquecível


A confusão parecia instalada na sala de minha casa, como acontecia com uma frequência assustadoramente normal. Minha mãe tentava acertar meu pai com golpes dolorosos, apostava que ela aplicava uma força maldosa em seus socos. Meu pai, enorme e desastrado, tentava desviar enquanto tentava se explicar para a loira energética e perigosa. Continuei a descer as escadas me espreguiçando, passando direto para a cozinha enquanto meu pai rolava para o chão depois de minha mãe tentar um chute giratório.

-Bom dia! – exclamei pra eles lá de dentro da cozinha – Alguém fez café?!

-Bom dia – resmungou minha mãe – Quer ficar parado para eu te acertar? Você merece isso e sabe!

-Mas amor, eu já disse que foi coincidência, eu não chamei a filha de Vênus para sair! Apenas nos encontramos sem querer e seguimos o caminho até a Nova Roma...

-AH TA, E AQUELES OLHARES? Ela estava praticamente se jogando em seus braços! – interrompeu minha mãe toda ciumenta.

Ela tinha um ciúme ainda maior de filhas de Vênus que em sua maioria gastavam mais tempo flertando do que treinando. Além do histórico de que Vênus era casada com Vulcano e bem, meu pai era filho de Vulcano. Revirei os olhos ao perceber que nenhum deles iria responder minha pergunta. Era sempre assim, logo os dois estariam bem e até fazendo coisas que me dava náuseas só de imaginar. Peguei uma caneca vermelha e a preenchi com o líquido preto e que eu tanto amava, ao menos para fazer o café eles serviram naquela manhã. Estava saindo da cozinha bebericando a minha bebida quando meu pai finalmente resolveu saltar sobre minha mãe, a derrubando sobre o sofá e a beijando de uma forma lasciva. De repente até mesmo o café perdeu o seu sabor delicioso.

-Por favor! Vão para o quarto, eu existo e não mereço ter pesadelos! – quase gritei ao ver a cena.

Eles pararam rindo e eu podia sentir aquela vontade irracional de querer jogar o café quente sobre eles apenas por terem estragado o inicio de minha manhã. Já estava saindo para meu quarto quando bateram em minha porta e meu pai mandou que eu fosse ver quem era, ao que parecia ainda estava ocupado amansando a fera. Resmunguei alto e sai da sala principal para atender a porta, mas quando a abri tive uma pequena surpresa.

-Fillipo? – falei mais para acreditar que ele estava ali do que o cumprimentando.

Fillipo era o centurião da primeira coorte, minha coorte. Para aparecer ali em Nova Roma, em minha casa e com um semblante sério... Coisa boa não era. Dei um passo para frente e fechei a porta atrás de mim, não queria que ele visse meus pais naquela situação melosa. Só então lembrei que estava com a caneca com café e dei um gole rápido, sem tirar os olhos dele. Por sorte havia me trocado antes de descer para o café da manhã, vestindo roupas simples, um short curto preto, sandália rasteira e uma blusa regata preta.

-Erin – ele cumprimentou com um aceno de cabeça e respirou fundo – Você já deve desconfiar que essa não é uma visita de comum. Vim trazer uma ordem. Os Senadores estão esperando por você no Senado. Parece que algo aconteceu.

Um leve disparar em meu coração denunciou o quanto aquela informação havia me abalado. Mas logo recuperei-me e sem dizer nada, balancei a cabeça em afirmação, terminei de beber meu café e deixei a caneca sobre a janela de casa.

-Mãe, pai, to saindo aqui rapidinho! – falei de modo despreocupado, mal abrindo a porta novamente.

Eles nada responderam, já deviam estar em um nível de distração muito alto. Deu de ombros e segui Fillipo até o Senado. Minha mente fervia com a antecipação, afinal nunca havia sido convocada diretamente para algo. Havia feito coisas pequenas, treinado bastante até porque minha mãe não aceitaria menos de alguém com sangue de Marte. Então, por mais que eu tentasse não aparentar, por dentro cada célula minha tremia quando entrei no Senado e encarei aqueles senhores de renome no Acampamento Júpiter.

Como havia imaginado, era algo importante. Eles contaram uma história sobre a Fonte do Amor e da importância dela, além de suas guardiãs terem feito um pedido de ajuda. E essa ajuda seria eu. O que era muito irônico, já que eu representava em um corpo só os amores principais da deusa Vênus, um legado de Marte e Vulcano. O pior foi tentar explicar para meus pais o que tinha acontecido, que estava partindo SOZINHA para uma missão. Minha mãe ria orgulhosa, para depois surtar em preocupação materna. Meu pai enchia-me de conselhos que eu mal escutava. No final, acabei quase fugindo de casa, saltando pela janela depois de ter me aprontado e corrido para fora de Nova Roma, indo em direção ao túnel.

Havia trocado de roupa. Agora trajava uma calça jeans, botas de cano baixo e uma blusa de mangas curtas com uma jaqueta de couro de cor preta por cima. Em minhas costas estava presa a minha espada jian e em meu braço direito a luva com a hidden blade. Era tudo o que eu levava como armas e para mim por muitas vezes havia sido o suficiente. Apesar de ter o corpo magro e uma aparência um pouco frágil as vezes, era descendente dos dois deuses mais fortes do Olimpo Romano e isso por si só bastava para me tornar uma oponente forte.

Ao sair do Túnel Caldecott deparei-me com uma estrada vazia e um céu limpo. Ao lado da saída haviam dois guardas com um evidente tédio, acenei para eles e comecei a andar... Até pensar finalmente no meu primeiro maior problema. Meu destino era para Pensilvânia e isso ficava do outro lado do país, literalmente. O pior? Tinha de estar lá pela noite. Ônibus seria pedir para ter uma viagem tediosa por dois ou três dias. Táxi iria gastar todo o dinheiro que eu tinha e não tinha... Espera, táxi! Ah, eu já começava a odiar essa minha ideia antes mesmo de ir pegar de minha jaqueta uma moeda de denário.

-Tem certeza? – perguntou um dos guardas percebendo o que eu iria fazer, talvez pela minha cara desanimada.

-Não tenho escolha – respondi encolhendo os ombros.

Joguei o denario no chão e chamei pelas Irmãs Cinzentas. Não demorou muito para um táxi romper magicamente a estrada e parar perto de mim quase dando um cavalo de pau. Saltei para trás um pouco assustada e totalmente em alerta, xingando a mim mesma por ter tido essa ideia. Mas não havia outra saída. Respirei fundo e desde já comecei a rezar para os deuses, não podia começar minha missão morrendo para três irmãs cegas disputando um olho asqueroso.

-Qual o destino? – questionou a velha atrás do volante – Ei! Passe o olho, eu quero ver a cliente!

Ela socou a irmã do meio e lhe roubou o olho, o pondo no buraco do olho esquerdo. Assim que sentei melhor, pus o cinto de segurança. Murmurei com todo o temor do mundo o meu destino e no momento seguinte ela estava acelerando de maneira brusca. Foi aterrorizante a viagem inteira. Sentia-me como um milho de pipoca dentro de um táxi com um risco eminente de morte.

A viagem que deveria durar dois dias no mínimo, durou apenas algumas horas. Quando elas pararam finalmente, sai desesperada para fora do táxi, vomitando tudo o que todo o café que tinha comido antes da viagem. Antes que eu pudesse notar, elas já tinham partido para a próxima vítima, digo, próximo cliente. Levantei do meio fio, limpei as mãos na calça e olhei para o céu. Era o momento do crepúsculo, daria tempo de comer alguma besteira e seguir para o meu destino.

Comi um grande cachorro quente e não tardei a seguir o caminho que os Senadores haviam passado para mim. Estava olhando para os lados, em busca de alguma pista do que estava acontecendo, até que parei bruscamente ao finalmente chegar a fonte. Haviam três lindas garotas ali, de cabelos prateados e olhares furiosos. Não cheguei a me intimidar, recebia olhares furiosos o tempo todo de minha mãe e até mesmo de alguns primos distantes filhos de Marte. O que me admirava era o jeito delas, a formação e o intuito de atacar qualquer coisa que se aproximasse. Opa, eu tinha de me aproximar, mas como fazer isso sem estragar minha jaqueta de couro com a água que elas jogariam?

-Er... Olá! Boa noite! – tentei cumprimentar ao longe, erguendo as mãos em sinal de paz – A cavalaria chegou? Nossa, isso foi mesmo brega de se dizer. Mas enfim, sou do acampamento ok? Não me matem.

Fui me aproximando a passos lentos, mas estava atenta ao ambiente ao meu redor. Elas estavam assim provavelmente por causa de inimigos. Pronunciar-me tão abertamente tinha dois objetivos: não ser atacadas por elas e tentar provocar os inimigos, descobrindo onde eles estavam e até mesmo se existiam. Então estava preparada para qualquer ataque, recebendo de meu corpo todos os tipos de alertas e preparações para o inicio da batalha. Estava excitada, já havia chegado e a batalha parecia estar presente nos primeiros segundos!

Post 1 ♣ Armas Levadas: Espada Jian; Hidden Blade ♣ Poderes Usados: Nenhum ♣ Notas -

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mercúrio
Deuses
Deuses


Mensagens : 214
Data de inscrição : 13/04/2012
Idade : 27

Perfil de Guerra
Vida:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Energia:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Sex Nov 16, 2012 1:05 pm

Nymphs Just Wanna Have Fun
Filadélfia
Pensilvânia
[USA]

Erin Seaworth havia enfrentado o táxi das Irmãs Cinzentas corajosamente e agora chegava à fonte. Havia parado e cumprimentado de longe as ninfas. As três náiades mantiveram sua formação, avançando na direção delas. A de cabelos prateados parecia ser a líder e em suas mãos se formava um globo semicongelado, pronta para atacar.
Er... Olá! Boa noite! — gritou a legionária. — A cavalaria chegou? Nossa, isso foi mesmo brega de se dizer. Mas enfim, sou do acampamento, ok? Não me matem.
Prove que pertence à Legião. — falou a náiade de cabelos prateados. — Prove!!
Assim que terminou de falar, a água da fonte saltou para os céus e caiu como uma pancada de chuva sobre o local. De trás de uma árvore, um rapaz mais ou menos da mesma idade de Erin saiu, como se tentando se livrar da água como se fossem chamas consumindo sua jaqueta jeans. Tinha uma espada embainhada na cintura, mas era difícil vê-lo. As árvores ocultavam parcialmente o rapaz em sombras.
As ninfas ergueram as mãos harmoniosamente e estavam prestes a lançar água e gelo contra o garoto quando uma criatura surgiu do nada. Duas criaturas, na realidade. Eram dois Cães Infernais surgidos das sombras do outro lado da fonte. Seus afiados dentes reluziam à luz da Lua Cheia. As ninfas se entreolharam e fecharam um círculo apertado, de costas uma para as outras. O medo em seus olhos era evidente. Erin deveria provar que era do Acampamento. O rapaz era, até que se provasse o contrário, um inimigo também. Ele poderia facilmente ter invocado os demônios-cachorros.




Regras
• O post deverá conter a interação com as ninfas, com o rapaz e suas ações consequentes.
• Gramática, ortografia, coerência e coesão são essenciais.
• A postagem deverá ser bem escrita, de maneira a envolver o leitor, e interpretando o personagem, afinal, é disso que se trata RPG.
• Prazo de 72h para postagem.

STATUS
Aliados
Erin Seaworth
290/290 HP
290/290 MP

Ninfa I
130/130 HP
130/130 MP

Ninfa II
100/100 HP
100/100 MP

Ninfa III
100/100 HP
100/100 MP
Oponentes
Rapaz Desconhecido
230/230 HP
230/230 MP

Cão Infernal I
140/140 HP

Cão Infernal II
140/140 HP
Participantes
Erin Seaworth (Legado de Marte e Vulcano)
Meteorologia
Céu Limpo (Noturno)
Tx: 18ºC | Tn: 15ºC

~


Deus dos ladrões, mensageiro dos deuses.

Credo ego potest volare.
Credo potest tangere caelo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erin Seaworth
Legados
Legados


Mensagens : 12
Data de inscrição : 22/04/2012

Perfil de Guerra
Vida:
320/320  (320/320)
Energia:
320/320  (320/320)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Sab Nov 17, 2012 7:32 pm


Missão


Convidados Especiais


Contive o impulso de revirar os olhos. Que inimigo seria idiota o suficiente de se apresentar desarmado? Bem, não era uma tática tão ruim, mas ao que parecia seria atacada a qualquer passe em falso. Dei apenas mais alguns passos e ao ver o olhar sério da líder das ninfas respirei fundo finalmente parando. Em movimentos lentos, para mostrar que eu não queria atacar, retirei minha jaqueta de couro e em igual ritmo a joguei em um canto da rua. Seria até melhor assim, não perderia a peça cara por causa de um jato de água irritado.

-Olhe minha marca – avisei erguendo o braço tatuado – Sou uma legionária, só espero que não seja míope ou vamos ter problema na amostra de evidências.

Eu não podia conter o sarcasmo. Minha mãe dizia que fazia parte do meu sangue de guerreira, provocar os outros mesmo quando era um aliado. Não conseguia conter minha língua quando surgia uma saída irônica ou sádica. No entanto antes que eu prosseguisse com meu discurso a ninfa atacou alguém atrás de mim, o que me fez saltar e virar o corpo. Sabia que os inimigos estavam ali, e agora tinha a sua posição. Automaticamente meu braço direito foi para a empunhadura de minha espada nas costas, a puxei deslizando a lâmina rapidamente pela bainha até tê-la completamente fora.

-Ora, mais convidados! Cadê seu convite rapaz? Apresente-se! – ordenei imperativa, meu sangue já fervia por dentro em expectativa da ação.

E o convite apareceu. Dois cães infernais saltaram enormes e ferozes, exibindo um sorriso cheio de dentes afiados e olhares famintos. Ao menos era isso o que eu via a minha frente. Girei minha espada na mão tentando analisar a situação. Tinha as ninfas como aliadas, mas também havia aquele garoto desconhecido. Havia apenas uma certeza, cães infernais não eram nada legais se não tivesse um filho do submundo para controlá-los.

-Hey – gritei mesmo sem olhar para trás, falando com as ninfas – Fiquem de olho no garoto até descobrirmos quem ele é, não é inteligente atacar um semideus sem saber pelo menos de quem ele é filhote. Já os cães infernais sabemos de que buraco eles são. Vou neles e se puderem me deem cobertura!

Se era loucura enfrentar dois cães infernais ao mesmo tempo? Com certeza, mas era por isso que estava tão agitada. Minha sede por briga começava a falar mais alto, mas ainda havia aquela parte que mantinha minha mente funcionando friamente. Não caia na besteira de muitos filhos de Marte de pensar só na batalha em si. Uma guerra era feita de estratégias e era esse o êxtase de uma briga! Dei um passo na frente do outro, lentamente, observando cada movimento do inimigo com olhos afiados e acostumados a briga por causa dos treinos.

-Cachorrinho te garanto que meu osso não é gostoso, mas posso procurar saber se churrasco de cão infernal vale a pena ser comercializado – falei em um tom ligeiramente baixo, incerta se deveria provocar em uma situação dessas.

Não atacaria primeiro. Cães infernais tem instintos assassinos por si só e atacariam só por ser uma semideusa a frente deles, ainda mais que não era filha de Plutão ou Proserpina. Mas se eles estivessem sobre o comando de alguém, não atacariam prontamente. Rosnariam, ficariam incomodados, mas obedeceriam. A ordem teria de vim de algum lugar. Do garoto? Ou de um terceiro em cena? Fui me aproximando em alerta, esperando pelo apoio das ninfas na retaguarda, presumindo talvez rápido demais que seria ajudada por elas.


Poderes
[Nível 13] Esfera de Batalha: Físico de Guerreiro Avançado . Os atributos físicos são muito aperfeiçoados, chegando perto da perfeição. Isso é referente a agilidade, equilíbrio, reflexo, destreza e força.
[Nível 19] Esfera Armas: Maestria II. Qualquer arma, em qualquer situação, é usada perfeitamente, sem erros em questão de manuseio ou precisão.

Post 2 ♣ Armas Levadas: Espada Jian; Hidden Blade ♣ Poderes Usados: Físico de Guerreiro, Maestria com Armas♣ Notas -

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mercúrio
Deuses
Deuses


Mensagens : 214
Data de inscrição : 13/04/2012
Idade : 27

Perfil de Guerra
Vida:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Energia:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Seg Nov 19, 2012 11:34 am

Nymphs Just Wanna Have Fun
Filadélfia
Pensilvânia
[USA]

Ao verem a marca de Erin, as náiades assentiram, embora não totalmente convencidas. A de cabelos prateados franziu a testa ao ouvir o gracejo da menina.
Ajude-nos e estará provado. — falou a náiade.
O garoto avançou para a luz. Vestia uma jaqueta de couro preta por cima do torso nu e jeans. Mas um jato de água partido de uma das ninfas o jogou para trás, de volta para as árvores. Nisso, os cães infernais avançaram contra a garota imediatamente. A mente de Erin trabalhava rápido em batalha e a legado de Marte conseguiu se esquivar de um deles. Em poucos instantes, a ninfa loira gritava.
Rosie, Tanya, deem cobertura à garota. Eu cuido desse aqui. — ordenou.
As duas ninfas de cabelos negros ergueram os braços e a água ganhou vida na frente de Erin, estalando como chicotes. Rosie e Tanya não tinham força suficiente para enfrentar os dois cães, que não recuavam. Os dois demônios avançaram contra Erin mais uma vez, impedindo a garota de mover para os lados. Por mais que fossem insistentes, as duas náiades não conseguiam dete-los.
Faz alguma coisa!!
Era difícil saber de qual das duas vinha o grito. Mas Erin sabia que não podia contar com as guardiãs para ajuda-la contra esses monstros.


O garoto havia voltado. Tinha uma adaga nas mãos, mas o que mais fazia era se desviar dos constantes ataques da náiade loira. Toda vez que tentava falar, um jato de água de altíssima pressão vinha em sua direção. O rapaz havia deixado a jaqueta de lado e saltava de um lado para o outro, evitando os ataques da guardiã. Sua pele reagia à luz do luar, envolvendo-o em uma aura perolada.




Regras
• Gramática, ortografia, coerência e coesão são essenciais.
• A postagem deverá ser bem escrita, de maneira a envolver o leitor, e interpretando o personagem, afinal, é disso que se trata RPG.
• Prazo de 72h para postagem.

STATUS
Aliados
Erin Seaworth
290/290 HP
290/290 MP

Ninfa I
130/130 HP
120/130 MP

Rosie
100/100 HP
090/100 MP

Tanya
100/100 HP
090/100 MP
Oponentes
Rapaz Desconhecido
230/230 HP
230/230 MP

Cão Infernal I
140/140 HP

Cão Infernal II
140/140 HP
Participantes
Erin Seaworth (Legado de Marte e Vulcano)
Meteorologia
Céu Limpo (Noturno)
Tx: 18ºC | Tn: 15ºC

~


Deus dos ladrões, mensageiro dos deuses.

Credo ego potest volare.
Credo potest tangere caelo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erin Seaworth
Legados
Legados


Mensagens : 12
Data de inscrição : 22/04/2012

Perfil de Guerra
Vida:
320/320  (320/320)
Energia:
320/320  (320/320)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Sab Dez 08, 2012 5:29 pm


Missão


Convidados Especiais


Então nos ajude? Não era para isso que eu vim em primeiro lugar? Tive vontade de dizer isso em total ironia, mas não havia tempo para isso. Os cães infernais avançavam em sua costumeira velocidade demoníaca, enquanto o garoto de jaqueta negra estava se afogando por conta da ninfa-mor. Não iria me concentrar nele, se ele não conseguir a sobreviver a apenas aquilo não iria servir pra nada, nem mesmo para duelar. Morreria em batalha, o que já era uma ótima honra. O que me restava apenas dois cachorrinhos lindos vindo do inferno. Apenas isso!

-Se concentrem em apenas em um enquanto eu lido com o outro, ao menos para retardá-lo enquanto ataco! – gritei para que as ninfas me escutassem.

E então segui para atacar o da direita, esperando que elas se concentrassem no cão da esquerda enquanto agia. Soltei minha espada e conectei-me de alguma forma ao metal, fazendo com que ele obedecesse aos meus comandos, inclusive o de flutuar e se afastar rapidamente, passando os cães infernais para ataca-los por trás quando eu assim ordenasse, era o meu fator surpresa. Enquanto avançava me entreguei aos meus instintos de guerreira, era rápida e tinha meus reflexos mais apurados do que nunca. Fixei minha mente no inimigo, sentindo toda aquela ânsia de derrota-lo e proclamar minha vitória como uma bastarda espartana. Esperei pelo ataque primeiro do cão, para poder desviar usando de meu reflexo, destreza e agilidade. Se ele saltasse por cima era apenas jogar-me no chão e arrastar-me sem me importar em rasgar minha calça, se ele viesse diretamente um salto que me jogasse sobre ele pela lateral para não correr riscos dele empinar e me acertar com sua boca cheia de pequenas adagas afiadas chamadas dentes. Eram possibilidades, eram chances que iriam se abrindo de acordo com o destino. Havia apenas um proposito ali, aproximar e manter a vantagem, apenas uma abertura em meio aquele monte negro feroz e faminto de minha carne. Independente de qual posição eu desviasse, o contra-ataque seria básico. Ativar minha hidden blade e acertá-lo onde minha mão alcançasse, seja no flanco ou no dorso, a depender da posição.

•••

[Nível 17] Esfera Metal: Magnetocinese Intermediária . Além de poder controlar os metais, é possível distorcê-los e mudar a composição destes. O campo passa a durar quatro turnos e aumenta o tamanho

[Nível 19] Esfera Armas: Maestria II. Qualquer arma, em qualquer situação, é usada perfeitamente, sem erros em questão de manuseio ou precisão.

[Nível 13] Esfera de Batalha: Físico de Guerreiro Avançado . Os atributos físicos são muito aperfeiçoados, chegando perto da perfeição. Isso é referente a agilidade, equilíbrio, reflexo, destreza e força.

Post 3 ♣ Armas Levadas: Espada Jian; Hidden Blade ♣ Poderes Usados: Físico de Guerreiro, Maestria com Armas, Magnetocinese ♣ Notas: Cheio das possibilidades eu sei ><

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mercúrio
Deuses
Deuses


Mensagens : 214
Data de inscrição : 13/04/2012
Idade : 27

Perfil de Guerra
Vida:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Energia:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Dom Dez 09, 2012 8:28 pm

Nymphs Just Wanna Have Fun
Filadélfia
Pensilvânia
[USA]

As duas ninfas conseguiram pelo menos distrair o cão infernal. Seus ataques não eram muito efetivos, mas serviam para atrasá-lo e impediam que o monstro se aproximasse de Erin. Afinal, a garota tinha seu próprio problema demoníaco.
O cachorro do Mundo Inferior desviou da espada que Erin controlava contra ele com um salto, mas a intenção da legado não era atacá-los por enquanto. A garota avançou contra o cão infernal enquanto o outro era detido por uma onda que vinha da fonte. A Lua cheia brilhava no céu e as náiades pareciam mais imponentes. O cão, entretanto, fez algo inesperado, que frustrava os planos da garota: seu salto foi muito mais alto, uma altura que Erin não podia alcançar, em direção às duas náiades, derrubando-as no chão. Rosie havia escapado ilesa, mas Tanya tinha um corte largo e profundo no braço esquerdo causado pelas garras da pata do monstro.
Maldito... — gemeu a náiade, o sangue prateado escorrendo.
Sem os poderes das guardiãs para retardá-lo, o outro cão infernal avançou contra Rosie, que saltou por cima da fonte, sendo pega por um jato de água vertical e escapando dos dentes e das garras do demônio.
Semideusa!! — gritou, lá do alto, chamando (desnecessariamente a atenção da garota).


A líder das náiades perseguia o belo semideus pelas árvores. O garoto desviava agilmente de todos os ataques, mas não fazia sequer menção de atacar. E nem conseguia falar. Toda vez que tentava começar uma frase, um jato de altíssima pressão vinha em sua direção.
Cale-se!! — gritava Donna, o que ironicamente impedia que o garoto falasse.
A Lua o banhava também, deixando-o incrivelmente belo quando saltava magnificamente, girando no ar, a adaga brilhando ao luar. Seus olhos cinzentos brilhavam, indecifráveis. Ele se apoiou no galho de uma árvore... E saltou por cima da náiade de cabelos loiros, que, espantada com sua ação, não o deteve. Com uma acrobacia complicada, pousou na frente de Erin, a adaga erguida de maneira peculiar: com a lâmina voltada para baixo.




Regras
• Gramática, ortografia, coerência e coesão são essenciais.
• A postagem deverá ser bem escrita, de maneira a envolver o leitor, e interpretando o personagem, afinal, é disso que se trata RPG.
• Prazo de 72h para postagem.

STATUS
Aliados
Erin Seaworth
290/290 HP
280/290 MP

Ninfa I
130/130 HP
120/130 MP

Rosie
100/100 HP
065/100 MP

Tanya
070/100 HP
060/100 MP
Oponentes
Rapaz Desconhecido
230/230 HP
225/230 MP

Cão Infernal I
120/140 HP

Cão Infernal II
140/140 HP
Participantes
Erin Seaworth (Legado de Marte e Vulcano)
Meteorologia
Céu Limpo (Noturno)
Tx: 18ºC | Tn: 15ºC

~


Deus dos ladrões, mensageiro dos deuses.

Credo ego potest volare.
Credo potest tangere caelo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erin Seaworth
Legados
Legados


Mensagens : 12
Data de inscrição : 22/04/2012

Perfil de Guerra
Vida:
320/320  (320/320)
Energia:
320/320  (320/320)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Ter Dez 11, 2012 9:35 pm


Missão


Convidados Especiais


Era nesses momentos em que desejava estar fazendo uma missão em equipe. Eu odiava quando tinha duas coisas vitais para fazer e ser apenas uma. Meu primeiro impulso ao ver aquele garoto se pondo na minha frente foi de partir para cima com tudo o que eu tinha. Mas tinha aquele cão infernal atacando a ninfa e era minha missão, ou parte delas, protege-las. Aquele garoto se não era inimigo só estava atrapalhando! O olhei furiosa, se tivesse algum poder ocular ele estaria se contorcendo de dor ou fugindo de medo naquele momento. Infelizmente não herdei isso de minha mãe.

Tive de pensar rápido, ponderar rapidamente. Conter todos os meus impulsos selvagens e sangrentos, minha raiva descendente do deus da guerra. Rapidamente movi minha mão esquerda, mandando a minha espada para cima do cão infernal, aproveitando que ele estava de costas. Era preciso manter certa concentração, outro motivo para não me deixar levar por uma sede inconsciente de batalha. Em minha mente imaginava a espada atacando o flanco, rasgando as costas e cortando as patas traseiras, ou seja, evitando qualquer chance de que a espada acabasse cortando a ninfa também. Isso não seria problema, atacaria certeiramente na cabeça, se não tivesse de manter o resto de minha concentração no garoto a minha frente.

-Cinco segundos para dizer quem é – falei entre os dentes, quase bufando de raiva e me pondo em posição de ataque – Ou eu juro por Marte que vou acabar com sua raça nos próximos cinco segundos.

Prepotência? Obviamente. Era treinada, meus reflexos e agilidades eram características inerentes minhas. Saber de minha capacidade era fundamental para saber o que iria fazer no movimento seguinte. Ele havia desviado dos ataques, mas ao mesmo tempo não contra-atacou efetivamente. O que isso queria dizer? Um aliado? Um idiota que estava passeando e parou no lugar errado na hora errada? A beleza dele banhado pelos raios lunares era outro ponto que tinha notado, ainda mais meu lado feminino. Mas minha raiva era tanta que eu queria na verdade soca-lo até deixa-lo tão feio quanto um ciclope. A minha hidden blade estava com a lâmina para fora, o seu tamanho era normalmente comparado a de uma adaga comum, apesar de ser fina para perfurar, a resistência era ótima para defender lâmina contra lâmina.

Se aquele garoto não me desse uma resposta boa suficiente em um curto espaço de tempo, faria a melhor coisa que sabia fazer. Partir pra cima com a intenção de matar.

•••

[Nível 17] Esfera Metal: Magnetocinese Intermediária . Além de poder controlar os metais, é possível distorcê-los e mudar a composição destes. O campo passa a durar quatro turnos e aumenta o tamanho

[Nível 19] Esfera Armas: Maestria II. Qualquer arma, em qualquer situação, é usada perfeitamente, sem erros em questão de manuseio ou precisão.

[Nível 13] Esfera de Batalha: Físico de Guerreiro Avançado . Os atributos físicos são muito aperfeiçoados, chegando perto da perfeição. Isso é referente a agilidade, equilíbrio, reflexo, destreza e força.

Post 3 ♣ Armas Levadas: Espada Jian; Hidden Blade ♣ Poderes Usados: Físico de Guerreiro, Maestria com Armas, Magnetocinese ♣ Notas: Cheio das possibilidades eu sei ><

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mercúrio
Deuses
Deuses


Mensagens : 214
Data de inscrição : 13/04/2012
Idade : 27

Perfil de Guerra
Vida:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Energia:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Armamentos e Itens:

MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   Sab Dez 15, 2012 2:47 pm

Nymphs Just Wanna Have Fun
Filadélfia
Pensilvânia
[USA]

Erin havia detestado que o tal garoto tivesse pulado em sua frente e com razão. Havia ameaçado o garoto a dizer quem era, mas ele não teve tempo de responder com clareza. Os dois cães infernais agora cercavam as náiades, Donna e Rosie erguiam paredes de água e tentavam afastá-los. Tanya estava quase inconsciente, caída no chão, sem poder se mexer. Os monstros rosnavam, seus dentes reluzindo à luz do luar, cada vez mais próximos...
Olha, eu respondo depois. Temos de ajudar as náiades... — falou o rapaz.
Virou as costas, deixando Erin para trás, saltando novamente e pulando nas costas de um dos cães infernais. A adaga em sua mão brilhava, e ele a segurava com maestria, seu sorriso travesso enquanto golpeava o monstro e tentava se segurar ao mesmo tempo. Entretanto, o outro demônio canino avançou contra ele para defender seu irmão monstruoso. O garoto caiu, seu peito nu agora escorrendo sangue, vermelho contrastanto drasticamente com a tez pálida. Entretanto, conforme a Lua o banhava de luz, menos sangue parecia escorrer. Seus olhos cinzentos brilhavam, a testa franzida. Parecia estar sentindo frio, seu torso nu molhado na brisa gelada.
Vai pagar, monstro... — gemeu, mordendo o lábio, com raiva.
Erin tinha de escolher. Sua espada estava a alguns metros de distância, tenuamente conectada a ela pelo poder magnético, sua Hidden Blade para fora, refletindo o luar. As náiades atacavam com jatos de alta pressão em todas as direções, já sem saber em quem confiar, desesperadas e desorientadas. Água ia para todos os lados, irritando os cães infernais, enxarcando Erin e o rapaz. Um dos cães tinha um grande ferimento nas costas e o sangue se desfazia em pó dourado antes de tocar o solo.




Regras
• Gramática, ortografia, coerência e coesão são essenciais.
• A postagem deverá ser bem escrita, de maneira a envolver o leitor, e interpretando o personagem, afinal, é disso que se trata RPG.
• Prazo de 72h para postagem.

STATUS
Aliados
Erin Seaworth
290/290 HP
280/290 MP

Donna
130/130 HP
100/130 MP

Rosie
100/100 HP
050/100 MP

Tanya
040/100 HP
060/100 MP
Neutros
Rapaz Desconhecido
210/230 HP
225/230 MP
Oponentes
Cão Infernal I
095/140 HP

Cão Infernal II
140/140 HP
Participantes
Erin Seaworth (Legado de Marte e Vulcano)
Meteorologia
Céu Limpo (Noturno)
Tx: 18ºC | Tn: 15ºC

~


Deus dos ladrões, mensageiro dos deuses.

Credo ego potest volare.
Credo potest tangere caelo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: (Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
(Pensilvânia, USA) Nymphs Just Wanna Have Fun [Missão Dinâmica] - Erin Seaworth
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [RP] Do I Wanna Know?
» [SINGLE] Ahri - Hate
» Missão:Resgatem o Pinguim no Iceberg
» Missão: Explosivos Extremos.
» Heróis ou não? (Missão de Edward e Paelen)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Camp Jupiter RPG :: Estados Unidos :: Demais Estados-
Ir para: